28/08/2021 – Educação
Como pensar computacionalmente de forma desplugada?

As Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs) representam uma revolução como novo suporte para a linguagem que possibilita a comunicação e o desenvolvimento  humano [1].

Para auxiliar o desenvolvimento de currículos escolares e propostas pedagógicas com o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDICs), o Centro de Inovação para a Educação Brasileira (CIEB) construiu um currículo de referência destinado à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental, subdividido em três eixos – cultura digital, pensamento computacional e tecnologia digital [2].

Você já ouviu falar em pensamento computacional? É um tipo de pensamento analítico, ou abordagem computacional baseada em conceito para resolver problemas, modelagem, situações ou para projetar e implementar sistemas [3].

O pensamento computacional é dividido em quatro elementos [4]:

  • Decomposição: é a capacidade de decompor dados, processos ou problemas (complexos) em partes menores ou se tornam tarefas gerenciáveis. Por exemplo: separando em partes um computador com base em seus componentes constituintes: arquivos e diretório.
  • Reconhecimento: é a capacidade de encontrar semelhanças ou mesmo diferenças nos padrões, tendências e regularidades nos dados. Por exemplo: reconhecendo o padrão de arquivos de documentos, sistemas de arquivos, arquivos de execução ou estruturas / arquivos de dados.
  • Abstração: é a capacidade de generalizar e identificar os princípios gerais que produzem tais padrões, tendências e regularidades. Por exemplo: colocando todos os arquivos do sistema na pasta do Windows.
  • Algoritmo: é a capacidade de desenvolver as mesmas instruções de solução de problemas passo a passo para que outros possam usar essa etapa/informação para resolver o mesmo problema.

É comum associar o pensamento computacional às TDCIs. Isto não está errado. Entretanto, é possível também elaborar e aplicar atividades no âmbito do pensamento computacional sem a necessidade de utilizar dispositivos conectados. Você já ouviu falar em Computação Desplugada?

Computação Desplugada é um conjunto de atividades e ideias para mostrar os fundamentos da ciência da computação, sem precisar aprender programação ou usar um dispositivo digital [5].

Agora que você já sabe o que é Computação Desplugada, que tal conhecer na prática? O livro Ensinando Ciência da Computação sem o uso do computador, uma tradução do livro Computer Science Unplugged de Bell et al. [6], traz atividades projetadas para crianças de várias idades, mostrando como os computadores funcionam em alguns aspectos sem utilizar o próprio.

Exemplo 1: na atividade sobre números binários, é passada a seguinte orientação no livro: “os dados são armazenados em computadores e transmitidos como uma série de zeros e uns. Como podemos representar palavras e números usando apenas estes dois símbolos?”. Para essa atividade, é necessário confeccionar um conjunto de cinco cartões com números binários, conforme imagem abaixo.

Fonte: [6]

Exemplo 2: na atividade sobre algoritmo de ordenação é passada a seguinte orientação no livro: “os computadores são muitas vezes utilizados para colocar listas em algum tipo de ordem, por exemplo, nomes em ordem alfabética, compromissos ou e-mails por data, ou itens em ordem numérica. Classificar listas nos ajuda a encontrar as coisas rapidamente, e também facilita a identificação dos valores extremos”. Para essa atividade, é necessário ter conjuntos de 8 contêineres do mesmo tamanho, mas de pesos diferentes (ex: caixas de leite ou rolos de filme cheios de areia), conforme imagem abaixo, uma balança e fichas de atividades.

Fonte: [6]

Exemplo 3: na atividade sobre linguagem de programação, é passada a seguinte orientação no livro: “os computadores são geralmente programados através de uma “linguagem”, que é um vocabulário limitado de instruções que devem ser obedecidas. Uma das coisas mais frustrantes sobre programar é que os computadores sempre obedecem às instruções ao pé da letra, mesmo se estas produzirem um resultado louco”. Para essa atividade, é necessário cartas com figuras, conforme imagem abaixo, papel, caneta e régua.

Fonte: [6]

Para ter acesso às instruções completas das atividades exemplificadas, clique AQUI!

O pensamento computacional é uma habilidade fundamental para todos, não apenas para os cientistas da computação [4]. A Computação Desplugada é uma forma de desenvolver o pensamento computacional desde cedo mostrando que esse entendimento não começa necessariamente no mundo conectado.  E aí vamos começar a aplicar?

 

Referências

[1] BERSI, Rodrigo Martins; MIGUEL, Jose Carlos; ARENA, Dagoberto Buim. The digital technologies of information and communication by the prism of digital language. Revista Brasileira De Educacao Do Campo. Tocantinopolis: Univ Federal Tocantins, Campus Tocantinopolis, v. 4, 16 p., 2019. Disponível em: <http://hdl.handle.net/11449/197625>.

[2] RAABE, André L. A.; BRACKMANN, Christian P.; CAMPOS, Flávio R. Currículo de referência em tecnologia e computação: da educação infantil ao ensino fundamental. São Paulo: CIEB, 2018. E-book em pdf.

[3] WING, J. M. (2006). Computational thinking. Communications of the ACM, 49(3), 33-35.

[4] HARIMURTI, R.; EKOHARIADI; MUNOTO; IGP ASTO, B. (2019). The concept of computational thinking toward information and communication technology learning. IOP Conference Series: Materials Science and Engineering. 535. 012004. 10.1088/1757-899X/535/1/012004.

[5] BELL, T., ROSAMOND, F., CASEY, N.: Computer science unplugged and related projects in math and computer science popularization. In: Bodlaender, H.L., Downey, R., Fomin, F.V., Marx, D. (eds.) The Multivariate Algorithmic Revolution and Beyond: Essays Dedicated to Michael R. Fellows on the Occasion of His 60th Birthday. LNCS, vol. 7370, pp. 398–456. Springer, Heidelberg (2012).  https://doi.org/10.1007/978-3-642-30891-8_18

[6] BELL, T.; WITTEN, I. H.; FELLOWS, M. Computer Science Unplugged – Ensinando Ciência da Computação sem o uso do computador. 2011. Disponível em: <https://classic.csunplugged.org/wp-content/uploads/2014/12/CSUnpluggedTeachers-portuguese-brazil-feb-2011.pdf>. Acesso em: 01 de agosto de 2021.

 

Karla Pereira

Pesquisadora Voluntária da PlacaMãe.Org_. Doutoranda em Informática. Mestre em Informática. Membro da Rede Brasileira de Aprendizagem Criativa. Mentora das Residências Online de Aprendizagem Criativa da Bahia. Educadora Maker.

Curtir

Compartilhar